FGTS – Processo de correção das Perdas

Para recuperar a perda da correção do FGTS do ano de 1999, concedida de forma errada pelo governo, o sindicato esta ingressando com ação na Justiça Federal.

Se você tinha FGS no ano de 1999, comparecer na sede do sindicato munido de Extrato Analítico do FGTS (fornecido pela CEF), RG, CPF, Comprovante de Residência, Carteira de Trabalho (CTPS) e n° do PIS.

Os custos pelo processo serão os seguintes:

Para não sócios :

Taxa de R$ 200,00 (duzentos Reais)  mais 30% de honorários sobre o resultado, a taxa de R$ 200,00 será devolvida ao final devidamente corrigida.

Para Sócios:

Isenção da taxa Inicial, mais 20% de honorários sobre o resultado.

Aos interessados favor agendar horário com Paolo: 3221-9280 ou  Luciana: 3221-1735, ou pelo e-mail: sindicatofgts@gmail.com


Vaga de Emprego

Profissional de Manutenção Geral, idade média 40 a 50 anos,  com experiência comprovada, boas referências, com 2º grau completo, boa apresentação.  Esta vaga é para cobrir um funcionário que está afastado por motivo de doença. O tempo estimado é de 90 dias. O salário ainda não está fechado, mas gostaria que os candidatos informassem a pretensão salarial. Os benefícios são vale transporte e vale refeição. Horário de trabalho das 09:00 às 18:00 horas com intervalo de 01:00 hora para almoço. As horas excedentes serão pagas como extras.

Entrar em contato com
Miriam de J. Lopes | Recursos Humanos
Tel:  55.11.2764.4809 | Fax: 55.11.2276.1602
miriam@panrotas.com.br | www.panrotas.com.br | twitter.com/portalpanrotas 


COMUNICADO RECESSO FIM DE ANO

Comunicamos a todos os Sócios, Empregados da Categoria e Empresas que estaremos em recesso para as festividades de final de ano do dia 20 de dezembro de 2013 ao dia 06 de janeiro de 2014.

Boas Festas a Todos
Att

A DIRETORIA


Reajuste Salarial 2013/2014 – Data Base Novembro (Interior)

Aos empregados da área administrativa das Empresas de Jornais e Revistas de São Paulo, segue o reajuste salarial de 1º de Novembro de 2013;

Oficio Assinado pelas Entidades:  Reajuste Interior 2013/2014
C
ONVENÇÃO COLETIVA INTERIOR 2013/2014: Conv_i2013-2014

Reajuste Salarial:  O Índice de correção é de 6,00%, a partir de 1° de Novembro de 2013, sobre os salários reajustados em 1° de Novembro de 2012.

Piso Salarial:  A Partir de 1° de Novembro de 2013, os Pisos passam a ser:  Piso Normativo: R$ 739,88 ( Setecentos e Trinta e Nove Reais e Oitenta e Oito Centavos) Mensais.

Participação nos Lucros e Resultados:  R$ 608,00 (Seiscentos e Oito reais) em duas parcelas iguais de R$ 304,00 (Trezentos e Quatro reais) com o pagamento nos meses de Abril de 2014 e Outubro de 2014.

Piso Intercaladores/Encarte: R$ 3,40 (Três Reais e Quarenta Centavos) por hora.

Cesta Básica – Alimentação: R$ 104,37 (Cento e Quatro Reais e Trinta e Sete Centavos).

Auxílio Creche:  R$ 302,00 (Trezentos e Dois Reais).

Seguro de Vida:  R$ 25.347,00 (Vinte e cinco mil, trezentos e quarenta e sete reais).

Auxílio Funeral:  R$ 3.623,00 (Três Mil Seiscentos e vinte e três reais).

Att

A Diretoria.


CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL

CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL

 

Comunicamos a todos os empregados da nossa categoria profissional abrangidos pela Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014 e que fazem jus ao aumento salarial e benefícios conseguidos pelo sindicato para este exercício ( 6,5 % de aumento para quem ganha ate R$ 4.000,00 e 6 % para quem ganha acima de R$ 4.000,01.)

O valor a ser descontado de contribuição assistencial e de 1% sobre o salário;

Exemplo

Se o empregado ganha R$ 1.000,00 o valor do desconto e de R$ 10,00,
Se o salário e de R$ 1.500,00 o desconto de R$ 15,00 e assim por diante.

Muito se tem falado que os descontos serão superiores a 1% e isso não procede, os valores estão definidos na clausula 35° da Convenção Coletiva de Trabalho, pedimos a todos que leiam a mesma para que possam saber dos seus direitos, qualquer duvida estamos a disposição.

Mande um e-mail para o sindadm@terra.com.br com o assunto “Contribuição Assistencial”

Convenção Coletiva de Trabalho CAPITAL  2013/2014 - Convcap_2013-2014

Att

A Diretoria.


REAJUSTE SALARIAL CAPITAL – DATA BASE AGOSTO/2013

 

Companheiros,

 

Sabemos a ansiedade de todos os empregados da área administrativa das Empresas de Jornais e Revistas de São Paulo, aguardando a decisão entre os Sindicatos da Categoria e Patronal sobre o reajuste salarial de 1º de agosto de 2013.

Nossa luta foi incansável, no sentido de angariar um reajuste “justo” para todos, pois os patrões fizeram uma proposta inferior a inflação e no máximo a inflação (6,38%), e após várias reuniões, finalmente foi fechado um acordo que concede:

Para quem tem salário até R$ 4.000,00 – 6,5 %

Para quem tem salario superior a R$ 4.000,00 – 6 %

Piso  - R$ 780,00  /  R$ 26,00 por dia  /  R$ 3,55 por hora.

PLR – R$ 639,00

Ax. Creche – R$ 378,00

Na próxima campanha salarial, em julho de 2014, contamos com a presença e colaboração de todos os companheiros, para fortalecer nossa luta e podermos brigar por um reajuste maior.

 

A DIRETORIA


Dilma veta projeto que acabava com multa adicional de 10% do FGTS

A presidente Dilma Rousseff vetou integralmente projeto aprovado no Congresso que acabava com a multa adicional de 10% do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) paga pelos empregadores em caso de demissão sem justa causa.

O veto foi publicado na edição desta quinta-feira (25) no Diário Oficial da União.

A multa extra havia sido derrubada no Congresso, no início deste mês, em meio a uma forte pressão de empresários. A aprovação do projeto impôs uma derrota ao governo, que não estava disposto a abrir mão da receita de cerca de R$ 3 bilhões anuais geradas pela taxa.

Os empregadores já são obrigados a pagar uma multa de 40% sobre o saldo do FGTS aos trabalhadores em caso de demissão sem justa causa.

A taxa adicional de 10% foi criada em 2001 para ajudar a cobrir uma dívida bilionária do FGTS junto a trabalhadores lesados nos planos Verão e Collor 1.

Segundo cálculos da Confederação Nacional da Indústria, as contas foram reequilibradas em julho de 2012, e as parcelas recolhidas indevidamente dede então já somam mais de R$ 2,7 bilhões.

O projeto extinguia a multa a partir de junho deste ano. Na votação final do projeto na Câmara, PT, PC do B e PSOL votaram pela derrubada do texto.

O projeto foi aprovado com 315 votos favoráveis, 95 contrários e uma abstenção.


Comunicado sobre o Novo TRCT.

 

 Lembramos a todos os colaboradores que em 31 de janeiro de 2013 terá o início da obrigatoriedade do novo formulário de rescisão de contrato de trabalho.

   Ressaltamos que não importa a data da dispensa ou do pedido de demissão do Empregado, e sim a data da HOMOLOGAÇÃO. Se a data da homologação for após o dia 31/01/2013, será obrigatório o novo termo para a efetivação da mesma.

 

 

Noticia de 03/11/2012 – O ministro do Trabalho, Brizola Neto, prorrogou para 31 de janeiro de 2013 o início da obrigatoriedade do novo formulário de rescisão de contrato de trabalho. O novo documento, que traz informações mais detalhadas sobre as verbas a que os trabalhador demitido tem direito, deveria ser utilizado pelos empregadores a partir de amanhã.

A decisão foi tomada porque a Caixa Econômica Federal, que paga benefícios como seguro desemprego e FGTS, concluiu que apenas 41% dos empregadores estavam preparados para utilizar o novo formulário, segundo a pasta.

Manter a exigência poderia deixar milhares de trabalhadores sem receber, avaliou o ministro ao ampliar o prazo. Devido à alta rotatividade do mercado formal de trabalho, são realizados por mês cerca de dois milhões de rescisões, de acordo com o Ministério.

O novo formulário, que agora só será obrigatório no ano que vem, traz informações como composição da remuneração mensal que constava no contracheque, horas extras noturnas e diurnas, aviso prévio, 13º salário e férias proporcionais.


O SEU SINDICATO EM AÇÃO – CAMPINAS

Campinas

Em audiência no Ministério Público do Trabalho em Campinas, no dia 21/11/2012,

Juntamente com os   Sindicatos dos Gráficos e Jornalistas, para solucionar problemas de demissão em massa dos empregados da Empresa CORREIO POPULAR, e obtivemos sucesso.

O Procurador do Trabalho enviou à empresa uma NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA, nos seguintes termos:

“ NOTIFICAR as empresas CORREIO POPULAR S/A E GRANDE CAMPINAS EDITORA E GRAFICA LTDA. (nome fantasia DIÁRIO DO POVO)  para que:   ABTENHA-SE DE PROMOVER A DISPENSA EM MASSA DE SEUS FUNCIONÁRIOS, SOB QUALQUER HIPÓTESE, SEM QUE HAJA PRÉVIA NEGOCIAÇÃO COLETIVA COM A PARTICIPAÇÃO DO(S) SINDICATO(S) DA(S) CATEGORIA(S) PROFISSIONAL(AIS) AFETADA(S), LASTREADAS NOS PRINCIPIOS DE TRANSPARENCIA E DA BOA-FÉ.”Campinas, 21/11/2012 – Silvio Beltramelli Neto-Procurador do Trabalho.(Processo nº 47999.006349/2012-75).

Isto quer dizer que a empresa não poderá demitir os empregados, sem antes negociar com os Sindicatos a forma, as garantias e as vantagens que irão conceder.

 

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

O Jornal Vale Bravo( antigo Vale Paraibano), procedeu a demissão em massa de empregados, sem o pagamento das verbas rescisórias e FGTS, e ainda solicitaram uma reunião no Ministério do Trabalho na qual o resultado foi favorável aos trabalhadores:  O Agente Fiscal do Ministério determinou o encaminhamento do Procedimento para diligencia fiscalizadora(Processo nº

002046.2012.15.000/2).

Da mesma forma que procedemos em Campinas, agiremos em São José dos Campos, VALOS AO Ministério Público para solucionar os problemas dos empregados da ativa – falta de deposito de FGTS a mais de seis meses, pagamento de salários em atraso.

É O SEU SINDICATO LUTANDO POR VOCE!

SE TIVER ALGUMA RECLAMAÇÃO OU DENUNCIA, PROCURE-NOS, ESTAMOS PRONTTO PARA DEFENDE-LOS.